BOAS VINDAS!

OLÁ, APRECIE O QUE HÁ DE MELHOR NO MOVIMENTO ESPÍRITA

domingo, 14 de novembro de 2010

A Importância do Jovem na Sociedade Espírita Caminho da Paz


“Tampouco deveis recusar a admissão dos jovens.A gravidade da assembléia espírita beneficiará o seu caráter. – Allan Kardec em Viagem Espírita 1862.

Espaço para jovens no Centro? Qual deverá ser o espaço do jovem no centro espírita? Esta é uma questão que sempre surge nas atividades doutrinárias, em que embalados pela mensagem do Espiritismo, os jovens reúnem-se alegremente a fim de não apenas confraternizar, mas acima de tudo estudarem a Doutrina Espírita e desta forma conscientizarem de suas responsabilidades perante a tarefa de divulgar e administrar futuramente uma instituição espírita.

Essa necessidade de encontrar seu espaço na sociedade, um território em que possa opinar, criar e transformar – até porque o jovem carrega consigo ventos de mudança e precisamos compreendê-lo –, é uma busca constante da juventude. E os jovens espíritas que se apaixonam pela Doutrina dos Espíritos e querem servir a Jesus, também procuram um espaço para atuar na casa espírita a que se afeiçoaram, ou por se identificarem com a proposta doutrinária e com o modo operacional da instituição ou porque encontram afinidade e confiam nas pessoas ali presentes, querendo também se dedicar ao ideal da sublime legenda da ação social espírita: “Fora da caridade não há salvação.”

Quando Allan Kardec propõe a inclusão do jovem espírita nas reuniões, está dando-nos o ensejo de perceber algo muito significativo no campo da educação espírita. A gravidade da assembléia espírita a qual ele se refere está vinculada à profundidade das temáticas abordadas e a sua relevância para a vida de todos nós, trazendo-nos numa leitura reflexiva sobre seus postulados exarados na Codificação, a conscientização da grande máxima: “Nascer, viver, morrer, renascer ainda, e progredir sem cessar, tal é a lei. (O que é o Espiritismo)

Não temos o direito de ignorar a presença dos jovens na casa espírita, deixando de lhes fornecer uma atividade educativa de qualidade, onde possam não somente estudar mas também emprestar sua saúde, força e inteligência às atividades inerentes à divulgação do Espiritismo. E os mesmos precisam atentar a necessidade de somar esforços com os mais experientes, para que em nossa messe possamos colaborar com Jesus na transformação da Terra para um planeta de regeneração.

Na foto deste artigo temos nossas meninas Laura (14) (à esquerda ) e Carol (13) à direita, coordenando o evento de Aniversário e inauguração da sede da Sociedade Espírita Caminho da Paz - Pb, realizado no dia 06 de novembro 2010.

Um comentário:

fabio disse...

A inclusão do jovem,na doutrina espírita,vai além da educação religiosa,amplia seus conhecimentos e cria nele um senso crítico que já é próprio da idade,dar-lhes essa oportunidade,é ampliar seu horizonte,favorecer e conduzi-los nessa jornada é fundamental,não somente para as casas espíritas;para a doutrina espírita,más fundamentalmente para as famílias!